Relacionamento abusivo e permissivo

Identificando o que é um relacionamento abusivo

 

Primeiramente vamos entender o que é um relacionamento abusivo e depois o que é um relacionamento permissivo.

Viver e atrair relacionamentos saudáveis. O quê e como fazer.

 

  • Esse vídeo abaixo explica muito sobre o que é relacionamento abusivo.

 

Relacionamento permissivo

Só acontece quando a pessoa não se ama o suficiente para se impor.

Não estabelece ou impõe limites nas relações e assim permite ser abusada de várias formas, por exemplo:

  • Troca a roupa porque o namorado mandou, tira o batom vermelho.
  • Fica triste quando está conversando e o cônjugue interrompe bruscamente, mas não expressa sua tristeza ou decepção, sente medo de se impor, etc. Vale para ambos os sexos.

Amor próprio 

  • Quando a pessoa se ama, sente-se segura e em paz consigo.
  • Não aceita e não permite relacionamentos abusivos.
  • Sabe se impor e dizer “não”, estabelecendo limites.

Para o processo de se amar, a terapia é um dos caminhos para a a cura.

Auto-observar para  se desenvolver é o começo de um processo transformador.

O amor próprio é a cura para atrair relacionamentos saudáveis.

  • Temos alguns artigos complementares sobre Acreditar em Você e Dicas para um Despertar. 

http://adrianajarva.com/o-poder-de-acreditar-em-si/

http://adrianajarva.com/05-dicas-para-um-despertar/

Reciprocidade e equilíbrio nos relacionamentos

O segredo para relacionamentos saudáveis está no equilíbrio, entre doar e receber.

Existem pessoas que amamos e muito, mas que por escolha própria ou falta de consciência, estão em uma conexão diferente, ocasionando de alguma forma um desequilíbrio no relacionamento.

Exigindo, cobrando receber e receber, ou o contrário também, em só doar e doar. O resultado é frustrante para ambos.

Preste atenção nos seus relacionamentos e principalmente como você se relaciona:

  • Se tem aquela pessoa que só reclama, nunca nada está bom e para cada solução ela arruma um problema, percebe como pesa e desanima?
  • Ou aquela que entope o outro de coisas para agradar. Pessoa invasiva que chega chegando com presentes, ou alguma coisa que a pessoa goste, mas você percebe um certo exagero. Ficando um sentimento de dever favor, não é mesmo?
  • Relacionamento equilibrado: tem troca e não é ao pé da letra, não é para controlar agora é minha vez, agora é a sua vez. Nada disso.
  • É sutil, espontâneo e simplesmente flui. Cada um sabe da sua responsabilidade na relação e cuida para equilibrar.

Como o foco aqui somos nós, vamos expandir a consciência e aprender: quando a gente se transforma, tudo a nossa volta se transforma.

” Seja a mudança que você quer ver no mundo” ( Marahtma Gandhi)

Como percebo isso?

As vezes é difícil identificar, principalmente quando estamos cheios de amor para dar e tratamos o outro com carinho e a recíproca pode ser oposta.

Ou seja, se não tem reconhecimento, valor, gratidão (não é da boca para fora, dizendo um obrigado), mas sim em atitudes, simplesmente pare de doar e de fazer.

Dá para perceber se estivermos em sintonia com nossa intuição e com a auto-estima saudável.

Sentimos a energia se desequilibrar, começam as cobranças, discussões ou mesmo brigas.

Desculpa…

Não gosto da palavra desculpa.

Não me peça desculpas, mude seu comportamento e está desculpado, perdoado ou a palavra que preferir, mas não repita a situação que deixei claro que não gostei.

Se repetir e pedir desculpas novamente, você está usando uma desculpa. Percebe a diferença?

 

Percepção – se conscientizar, é a chava da virada

Uma vez percebido, chega a hora de nós nos valorizarmos, reconhecermos e  parar de ” dar pérolas a porcos” (trecho bíblico).

Essa parábola nos faz refletir para aprender quando nossos esforços estão causando mais mal do que bem (a nós mesmos).

Vou compartilhar como tenho lidado com alguns desses desequilíbrios

O ponto é: se não rola reciprocidade ou respeito, equilíbrio entre doar e receber no sentido energético, me afasto e entro em silêncio com a pessoa.

O silêncio fala, ou pode até ser uma prece.

Meditar, orar, fazer ho’oponopono ( limpeza energética) e tudo aquilo que cada um de nós acredita, é válido.

*Em breve temos novidade aqui no blog com a Débora Spadotto fazendo a leitura de Livros Mágicos.

A Débora está lendo agora o Marco Zero de Joe Vitale e nos ensina como fazer e utilizar a limpeza do Ho’oponopono nos relacionamentos.

Uma coisa é contribuir / ajudar e outra é se tornar muleta ou permitir ser manipulada por uma energia pesada ou doentia.

 

Efeito espelho

Venho usando muito uma frase que faz muito sentido e traz uma boa expansão de consciência que é:

” Tudo aquilo que nos incomoda ( pode ser positivo ou negativo) no outro, pode nos levar a uma melhor compreensão de nós mesmos” ( Carl Jung ).

Mas Adriana o que isso tem a ver com relacionamento abusivo e permissivo?

Tudo a ver !

  • Se você quer ser amado, se ame para amar o próximo.
  • Se você quer ser respeitado, se respeite.
  • Se você quer ser reconhecido, se reconheça.
  • Tudo aquilo que você quer do outro, faça você por você.
  • Crie o movimento e seja a mudança que quer ver no outro e não fique esperando o outro mudar porque isso não vai acontecer, a não ser que a pessoa queira mudar. 

Responsabilidade

É nossa responsabilidade tudo que acontece a nossa volta e isso inclui os relacionamentos que estamos ou atraimos, nosso trabalho, nossa família e amigos.

Absolutamente Tudo!

Se está tudo bem na sua vida, parabéns! Você é o responsável.

Está tudo mal e você está em um relacionamento abusivo, por exemplo, você também é responsável. Costumo dizer que 50% é responsabilidade de cada um, do que abusa e do que permite.

Acordar, despertar, se conscientizar…

A parte boa é essa, a partir do momento que assumimos a responsabilidade que nos cabe, aí tudo começa a melhorar.

É como se acordasse de um pesadelo e dizer os NÃOS para se impor e os SIMS para a gente não tem preço.

As pessoas vão te tratar como você se trata. Se alguém te ameaçar para permanecer em um relacionamento, você tem a escolha de se impor, dizer não, ou deixar o medo te dominar e viver reclamando.

Mostra para esse medo que quem manda é você. Depois de algumas práticas, você irá sentir um poder junto com respeito e amor por você transformador.

 

Auto-estima

Se olhe no espelho, se aproprie da beleza única que Deus te deu e seja grato. Somos mais de 7.5 bilhões de pessoas no mundo e ninguém é igual a você.

Converse com alguém que você admira, leia, busque informações, aliás, hoje em dia o que mais temos são informações.

Peça ajuda e receberá.

Fortaleça sua espiritualidade. Se conecte com a natureza. Se aproxime de pessoas de “vibe” saudável.

Saia desse drama, pare de se vitimizar e sentir pena de você, saia dessa zona de desconforto achando que é conforto e assuma a liderança da sua vida.

Se você conhece alguém, amiga/o que vive um conflito parecido, leve essa pessoa para a frente do espelho e lhe diga o quanto ela é única e especial.

  • Mostre esse vídeo abaixo para a pessoa.

 

 

Pacto oculto da mulher bem sucedida

 

  • Assista esse outro vídeo e vai perceber que só depende de você.

 

 

É isso, felicidade é um compromisso e é coisa séria. Quando a gente se ama, não tem pra ninguém.

Seja seu maior compromisso.

 

Com amor e respeito por mim e por você.

Adriana Jarva

 

Veja também: